terça-feira, 3 de março de 2015

Diz que já têm nome

 (onde se explica o significado da palavra cativar)


A coisa pequena apareceu-me aqui, em baixo, toda contente. “Mãe, os pássaros já têm nome: Gizmo e Gizma. Vou avisá-los...”. Não sei se eles ficaram felizes com esta nominação tardia, eu decidi ignorá-la. Há quase dois meses que lhes chamo “Loulou”, não é agora que vou mudar. Têm o mesmo nome, que isto começa a ser muita bicharada e eu já me perdi. “Loulou” é como que se tratam carinhosamente as crianças pequenas por aqui, portanto pareceu-me adequado aos dois seres selvagens que eu tinha como missão domesticar. Domesticar, não. É um termo feio. Prefiro o termo francês: apprivoiser. Cativar. Tal como o Principezinho fez com a raposa.
 
 
 
(o Loulou branco, doravante Gizmo para os amigos-e-conhecidos, passa horas nos meus cachecóis e dá-me muitos beijinhos)
 




(a subir “escadas”, a última aprendizagem)
 


(a fazermos macacadas, uma constante nesta casa)

6 comentários:

  1. Yeah... estou aqui, estou no circo, Gralha! :)

    ResponderEliminar
  2. Os Loulous são o máximo! Tão habilidosos e já tão cativados :)

    ResponderEliminar
  3. O "já tão cativados" derreteu-me, Miss Smile! :)

    ResponderEliminar
  4. Olha que belo poiso, diz lá que os Loulous não sabem onde encontrar quentinho?!

    ResponderEliminar
  5. No Verão, não sei onde é que se vão esconder, Naná! :)

    ResponderEliminar